Fim da Novela: Vitor Roque assina com o Barcelona ultrapassando 72 milhões de Euros

FqyqV8LWIAAAMHL 1

Agora é oficial: Vitor Roque é do Barcelona. Athletico e o time espanhol assinaram contrato de venda do atacante neste sábado. Os valores fecharam em 74 milhões de euros no total, entre fixo, bônus e impostos. Assim, o total pode chegar perto dos R$ 400 milhões, na cotação atual.

A negociação é, no papel, a segunda maior da história do futebol brasileiro. Vitor Roque ultrapassou os 72 milhões de euros de Endrick do Palmeiras para o Real Madrid e só fica atrás dos 88,4 milhões de euros de Neymar do Santos para o Barcelona, em 2013.

O Athletico ficou ainda com 20% dos direitos econômicos de Vitor Roque. Até por isso, o staff do jogador, comandado pelo empresário André Cury, defende que essa é a maior negociação entre clubes na história do futebol brasileiro.

A transação foi conduzida pelo executivo do Athletico, Alexandre Mattos, e pelo diretor do Barcelona, Deco. Mattos esteve por três dias na Espanha para conseguir melhorar a oferta.

Os detalhes da negociação de Vitor Roque

  • Fixo: 40 milhões de euros (213,4 milhões)
  • Bônus: 21 milhões de euros (R$ 112 milhões) – gols, partidas, títulos, finalista da Bola de Ouro e conquista a Bola de Ouro
  • Impostos e taxas: 13 milhões de euros (R$ 69,3 milhões)
  • Total: 74 milhões de euros (R$ 394,8 milhões)

A diretoria do Athletico ainda conseguiu convencer o Barcelona a manter o atacante no Furacão, no mínimo, até o fim de 2023. Existe também a possibilidade de o atleta se apresentar na Espanha em junho de 2024.

Deixe um comentário

Além disso, o Furacão manteve 20% dos 85% dos direitos econômicos para uma eventual revenda. Os outros 15% são do América-MG, que já recebe a parte agora.

O contrato de Vitor Roque com o Barça será de seis anos, válido até junho de 2029. A cláusula contratual é de 1 bilhão de euros.

A primeira proposta do Barcelona, por exemplo, foi de 40 milhões de euros, com 30 milhões fixos e 10 milhões em bônus, em um total de R$ 213,4 milhões.

O Furacão pressionou o Barça a selar o acordo após o trio Manchester United, PSG e Tottenham entrar em contato nos últimos dias para viabilizar uma proposta. Os times ingleses, inclusive, estariam dispostos a viajar para Curitiba com ofertas melhores que a do time espanhol.

O Barcelona, então, acelerou o processo contratual de assinaturas para não perder a joia da seleção brasileira. O receio era de que o clube pudesse levar um “chapéu”, assim como aconteceu nesta semana com a joia turca Arda Güler, que preferiu o Real Madrid.

Vale lembrar que Barcelona busca negociar alguns jogadores para se adequar ao fair play financeiro da La Liga – a meta é cortar cerca de 200 milhões de euros para cumprir o teto de gastos. Até aqui, as saídas foram de Sergio Busquets e Jordi Alba.

O empresário do jogador, André Cury, defende que essa é a maior negociação do futebol brasileiro. Ele participou da ida de Neymar, também ao Barcelona, e o time espanhol alegou posteriormente à Justiça que pagou 57 milhões de euros pela transferência. No valor de 88 milhões de euros, alegados como o total da venda e investigado posteriormente, estaria computado luvas (pagamentos extra) e bônus.

Vitor Roque se tornou ainda a transferência mais cara da história do Furacão. Ele superou (de longe) os 20 milhões de euros (R$ 93 milhões, na época) do volante Bruno Guimarães para o Lyon, em 2019.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários