Neto não perdoa e detona dois jogadores convocados por Fernando Diniz: “É uma vergonha”

Craque Neto

Antes do aguardado confronto entre a seleção brasileira e a Venezuela pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, Neto, ex-jogador e comentarista esportivo renomado, mais uma vez expressou sua forte insatisfação com a situação da equipe nacional.

Em uma crítica contundente, Neto argumentou que a atual seleção brasileira é predominantemente influenciada pelos interesses da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), deixando de fora jogadores que, em sua opinião, mereciam uma chance.

Errou em convocar

Duas convocações específicas foram alvo da reprovação de Neto. David Neres, que atua no Benfica, e Matheus Cunha, que defende o Wolverhampton, foram convocados por Fernando Diniz e foram alvo de críticas do comentarista. Segundo Neto, essas convocações não refletem o melhor interesse da seleção brasileira.

No lugar de Neres e Cunha, Neto argumentou que jogadores como Bruno Henrique e Pedro, do Flamengo, e Hulk, do Atlético Mineiro, deveriam ter sido convocados. A ausência desses atacantes de destaque na lista de convocados levantou questionamentos sobre as decisões de Diniz.

“Em relação a seleção brasileira, aqueles que gostam, tá tudo bem. Eu não torço para a seleção brasileira da CBF. Eu torço pela seleção brasileira, para a camisa da seleção brasileira. Eu acho absurdo o que continuam fazendo com a seleção. Vai classificar para a Copa do Mundo, vai chegar nas quartas de final, mas é uma vergonha. É uma vergonha convocar David Neres e não convocar o Bruno Henrique, Hulk e o Pedro. Convocar o Matheus Cunha? Um gol. 14º colocado com o Wolverhampton na Premier League, e ele é convocado. Por que será? Alguém pode me responder?”, iniciou Neto em seu canal no YouTube.

Deixe um comentário

Fernando Diniz não mudou a seleção

Neto também destacou que, quando Fernando Diniz assumiu o cargo de treinador da seleção brasileira, houve a expectativa de uma mudança significativa no time. No entanto, o ex-jogador observou que a situação permaneceu praticamente inalterada, sem inovações significativas em campo.

“O que se pensava era que o Fernando Diniz iria fazer tudo diferente, tá tudo igual.“, 

disse o apresentador.

Essas críticas de Neto refletem um debate em andamento sobre as escolhas de convocação da seleção brasileira e a direção em que o futebol nacional está se encaminhando. O confronto entre o Brasil e a Venezuela se torna ainda mais intrigante à luz dessas críticas, com os torcedores e observadores ansiosos para ver como a seleção se sairá e se as críticas de Neto terão algum impacto nas futuras convocações.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários