Athletico vai às compras para resolver problema crônico na defesa

Em uma temporada que começou com título paranaense invicto e terminou com vaga na Copa Sul-Americana, o Athletico teve altos e baixos. E talvez nenhum setor tenha vivido essa instabilidade do que a lateral-direita. Cinco jogadores foram usados na posição, sendo dois improvisados e um que acabou sendo a pior contratação da temporada. Com apenas um atleta especialista no elenco, o Furacão foi às compras.

O Athletico pretende fechar com pelo menos um lateral-direito antes do final da temporada. Apesar da esfriada natural nas negociações entre o Natal e o Ano Novo, o plano é de dar logo mais uma opção ao futuro treinador, que ainda não foi definido. Isto pela falta de constância na defesa, que ficou ainda mais evidente após a venda de Khellven para o CSKA. O lateral, inclusive, vem se destacando no futebol russo.

Mas, nesta temporada em especial, Khellven foi muito cobrado pela torcida. Mesmo tendo saído em setembro, ele terminou sendo o lateral que mais atuou. Das 69 partidas do Athletico no ano, ele esteve em 42. Mas Madson, em teoria o seu imediato, jogou 39, deixando bem claro como eles alternaram na posição. E o camisa 22 teve um longo tempo de parada no final do Brasileirão, período em que Cuello fez doze partidas como um improvisado ala no extravagante esquema montado pelo ex-técnico Wesley Carvalho. Erick também chegou a atuar no setor.

Pra chegar e jogar no Athletico

E ainda houve a passagem frustrada de Bruno Peres, que ficou marcado pela péssima atuação no Atletiba. Ele depois foi afastado para perder peso, e só voltou no final do Campeonato Brasileiro. Por isso, o Athletico quer um lateral-direito para chegar e jogar. O plano A é Leonardo Godoy, argentino de 28 anos e titular do Estudiantes. O lateral está na mira de outros clubes brasileiros, como Botafogo, Cruzeiro e São Paulo, e também do River Plate. Chamam a atenção as 11 assistências de Godoy nesta temporada.

Uma segunda opção bem avaliada dentro do Athletico é Claudinho, destaque do Criciúma na Série B – o Tigre subiu para a primeira divisão. Ele já tem 97 jogos pelo time catarinense, onde chegou há três temporadas, vindo do Atlético-MG. Aos 23 anos, tem o perfil que o Furacão adora – um jogador jovem, que pode dar resultado técnico e financeiro. O plano rubro-negro está bem claro: é preciso ajustar a defesa. Com a vinda de Mateo Gamarra e de um novo lateral-direito, o setor ganhará nova cara.

Inscrever-se
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x