Ídolos Eternos do Corinthians: De Neco a Ronaldo

WEB

Os Maiores Ídolos do Corinthians: Uma Jornada Através da História

O Sport Club Corinthians Paulista, fundado em 1910, é um dos clubes mais populares e bem-sucedidos do Brasil. Ao longo de sua rica história, o Corinthians viu muitos jogadores excepcionais vestirem sua camisa. Neste artigo, destacaremos alguns dos maiores ídolos do clube, que deixaram uma marca indelével no coração da torcida e nos gramados. Vamos conhecer mais sobre esses heróis alvinegros, desde Neco até Ronaldo.

Neco (1913-1930)

Manoel Nunes, conhecido como Neco, é considerado o primeiro grande ídolo do Corinthians. Ele jogou pelo clube de 1913 a 1930, sendo um dos pioneiros do futebol brasileiro. Neco era um atacante versátil, conhecido por sua habilidade e paixão em campo. Ele ajudou o Corinthians a conquistar seus primeiros títulos importantes, incluindo o Campeonato Paulista de 1914, 1916, 1922, 1923, 1924 e 1928. Sua lealdade ao clube e seu talento fizeram dele uma lenda corinthiana.

Cláudio Christovam de Pinho (1945-1957)

Cláudio é o maior artilheiro da história do Corinthians, com 305 gols. Atuando pelo clube de 1945 a 1957, Cláudio era um atacante inteligente e habilidoso, conhecido por sua precisão nos chutes e capacidade de decisão em momentos cruciais. Ele foi fundamental na conquista dos Campeonatos Paulistas de 1951, 1952 e 1954, este último no ano do IV Centenário da cidade de São Paulo, tornando-se uma figura icônica para os corinthianos.

Luizinho (1948-1967)

Luiz Trochillo, ou simplesmente Luizinho, é outro grande nome da história do Corinthians. Jogando de 1948 a 1967, ele era conhecido como “O Pequeno Polegar” devido à sua baixa estatura, mas com uma habilidade imensa. Luizinho conquistou diversos títulos, incluindo o Campeonato Paulista de 1951, 1952 e 1954, formando uma dupla letal com Cláudio. Sua técnica e visão de jogo o tornaram um dos jogadores mais queridos pela torcida.

Deixe um comentário

Gilmar dos Santos Neves (1951-1961)

Gilmar é amplamente considerado um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro. Defendeu o Corinthians de 1951 a 1961, período em que se destacou pela segurança e habilidades excepcionais embaixo das traves. Gilmar foi peça-chave nas conquistas dos Campeonatos Paulistas de 1951, 1952 e 1954. Além de sua brilhante carreira no Corinthians, ele também foi uma lenda na Seleção Brasileira, ganhando as Copas do Mundo de 1958 e 1962.

Rivellino (1965-1974)

Roberto Rivellino, conhecido por seu poderoso chute e habilidade com a bola, jogou pelo Corinthians de 1965 a 1974. Embora não tenha conquistado muitos títulos com o clube, Rivellino é lembrado por sua lealdade e talento extraordinário. Ele deixou uma marca indelével no Corinthians e foi um dos maiores jogadores de sua geração, também brilhando na Seleção Brasileira, especialmente na conquista da Copa do Mundo de 1970.

Sócrates (1978-1984)

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, ou simplesmente Sócrates, é um dos jogadores mais icônicos do futebol brasileiro e uma figura central na história do Corinthians. Atuando de 1978 a 1984, Sócrates era conhecido por sua inteligência, técnica e visão de jogo. Ele foi um dos líderes da Democracia Corinthiana, um movimento que revolucionou o futebol brasileiro, promovendo a gestão democrática dentro do clube. Sócrates ajudou o Corinthians a conquistar os Campeonatos Paulistas de 1979, 1982 e 1983.

Walter Casagrande (1982-1987)

Walter Casagrande foi um atacante poderoso e carismático, jogando pelo Corinthians de 1982 a 1987. Ele também foi um dos protagonistas da Democracia Corinthiana, ao lado de Sócrates. Casagrande era conhecido por seu estilo de jogo combativo e sua habilidade de marcar gols importantes. Sua contribuição foi fundamental para os sucessos do Corinthians nos anos 1980.

Neto (1989-1993)

José Ferreira Neto, conhecido apenas como Neto, é lembrado como um dos maiores ídolos do Corinthians. Jogou pelo clube de 1989 a 1993 e foi o grande destaque na conquista do primeiro título brasileiro do clube em 1990. Neto era um meio-campista criativo, com excelente visão de jogo e precisão nas cobranças de falta. Sua liderança em campo e paixão pelo clube o tornaram uma figura amada pela torcida.

Marcelinho Carioca (1994-1997, 1998-2001)

Marcelinho Carioca, apelidado de “Pé de Anjo”, é um dos jogadores mais queridos da história recente do Corinthians. Ele teve duas passagens pelo clube, de 1994 a 1997 e de 1998 a 2001. Conhecido por suas cobranças de falta precisas e dribles habilidosos, Marcelinho foi crucial nas conquistas dos Campeonatos Brasileiros de 1998 e 1999, além do Mundial de Clubes da FIFA em 2000. Sua habilidade técnica e carisma conquistaram a torcida corinthiana.

Ronaldo (2009-2011)

Ronaldo Luís Nazário de Lima, simplesmente Ronaldo, é um dos maiores jogadores de todos os tempos e teve uma passagem marcante pelo Corinthians de 2009 a 2011. Embora tenha chegado ao clube já no final de sua carreira, Ronaldo trouxe uma grande visibilidade e ajudou o Corinthians a conquistar o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil em 2009. Sua presença e gols importantes revigoraram o time e encantaram a torcida.

Conclusão

Esses jogadores não apenas marcaram gols e conquistaram títulos, mas também deixaram um legado de paixão, habilidade e lealdade que define o que significa ser corinthiano. A história do Corinthians é rica e repleta de momentos inesquecíveis, graças aos esforços e talentos desses ídolos que, geração após geração, mantiveram viva a chama do Timão.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários