O fenômeno Raniele: Liderança e carisma no Corinthians

Raniele Corinthians

Raniele precisou de apenas cinco meses para se tornar unanimidade no Corinthians. Considerado um investimento certeiro, o Timão desembolsou R$ 13,3 milhões ao Cuiabá por seu passe. O meio-campista é um leão em campo e, fora das quatro linhas, equilibra liderança e carisma, já sendo um dos capitães do elenco.

Antônio Oliveira, técnico que já havia trabalhado com Raniele no Cuiabá, reencontrou o jogador, que se sente cada vez mais à vontade no vestiário. Aos 27 anos, Raniele é uma voz ativa com os mais jovens e frequentemente pede a palavra. Até o goleiro Cássio reconheceu Raniele como uma das lideranças futuras do time. Mesmo com Fagner usando a braçadeira de capitão, Raniele, junto com Carlos Miguel, Gustavo Henrique e Rodrigo Garro, é visto como uma referência.

O estilo “pitbull” de Raniele em campo contrasta com seu jeito descontraído fora dele. Bem-humorado, ele adora colocar apelidos nos colegas e virou uma atração pós-jogo, sempre zoando nas fotos dos companheiros, como fez com Garro após um gol de falta contra o Racing-URU.

Raniele também é notável pela ausência de vaidade. Em um episódio com o ex-técnico Mano Menezes, ele aceitou a crítica de que “achou que estava em Cuiabá” ao errar um chute, evitando polêmicas. Com o técnico Antônio Oliveira, Raniele terminou os jogos como zagueiro, mesmo discordando, mas cumpriu a função sem reclamar.

Agora, com Breno Bidon titular, Raniele voltou à sua posição ideal: primeiro volante, com liberdade para subir ao ataque, mas raramente indo para a zaga. Seu desempenho e exemplos dentro e fora de campo fazem o Corinthians extremamente feliz com sua presença.

Deixe um comentário
Raniele Corinthians
Agência Corinthians
Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários