Athletico: Veja lista de técnicos disponíveis para substituir Cuca

image 9

Apesar de Fernando Diniz ser cotado como o principal nome para assumir como técnico do Athletico, são muitos nomes disponíveis no mercado.

1 – Mano Menezes

image 2

Sem clube desde o início de fevereiro, quando foi demitido do Corinthians, Mano é um dos “medalhões” do futebol brasileiro. O perfil não é recorrente no Athletico – apenas Luiz Felipe Scolari chegou com uma imagem similar, mas saiu queimado após aceitar o convite do Atlético-MG no ano passado.

Aos 62 anos, Mano Menenzes acumula três títulos da Copa do Brasil (2009 com o Corinthians e 2017 e 2018 pelo Cruzeiro).

2 – Maurício Barbieri

Deixe um comentário
image 3

Atualmente no Juárez, do México, Barbieri já esteve no radar do Furacão. O treinador tem no currículo passagens por Flamengo, Goiás, América-MG e Vasco da Gama, teve o auge da carreira no Bragantino.

Barbieri esteve à frente do vice do Massa Bruta na Copa Sul-Americana 2021, justamente quando o Athletico se sagrou bicampeão continental. O trabalho de dois anos e dois meses teve fim em novembro de 2022, devido aos resultados ruins naquela temporada. Ele se despediu do time paulista com aproveitamento de 48,6% em 151 jogos (58 vitórias, 45 empates e 51 derrotas).

3 – Jair Ventura

image 4

Demitido do Atlético-GO na semana passada, o filho do tricampeão mundial Jairzinho está disponível no mercado. Ele nunca teve experiência no futebol paranaense e tem passagens por clubes tradicionais, como Santos, Botafogo e Corinthians.

A demissão aconteceu após o Dragão perder, de virada, para o Criciúma em casa. No entanto, o Atlético Goianiense está fora da zona de rebaixamento do Brasileirão, o que causou surpresa na saída do comandante. Além disso, Jair Ventura conquistou o tricampeonato goiano, sequência inédita do clube.

O técnico de 45 anos ainda acumula passagens por Sport, Chapecoense, Juventude e Goiás.

4 – Jorge Sampaoli

image 5

Conhecido pelo temperamento difícil e exigência alta, Sampaoli é um dos estrangeiros com trabalhos recentes no Brasil.

Com passagens por Santos, Atlético-MG e Flamengo, o argentino de 64 anos conquistou apenas o título do Campeonato Mineiro, em 2020. Ele ficou com o vice da Copa do Brasil em 2023, pelo Flamengo.

No entanto, o alto custo para ter Sampaoli foge dos padrões salariais do Athletico. Outra dificuldade é a exigência do treinador em contratações, que também está fora da política do Furacão.

5 – Tiago Nunes

image 6

Ídolo da torcida rubro-negra, Tiago Nunes comanda atualmente a Universidad Católica, do Chile. Eliminado da Sul-Americana, o time tem foco total no campeonato nacional para conquistar uma vaga na Libertadores.

O retorno do técnico campeão da Sul-Americana, em 2018, e da Copa do Brasil 2019 é o desejo de vários torcedores sempre que o Athletico está com o cargo vazio.

No entanto, Tiago é desafeto do presidente Mario Celso Petraglia. No fim de 2019, os dois não chegaram a um acordo de renovação.

A mágoa aconteceu dos dois lados. Tiago Nunes declarou que ficou chateado pela forma da saída do Furacão. Petraglia, em resposta a pedidos pela volta do treinador, já chamou os torcedores de ‘viúvas’.

6 – Marcelo Gallardo

image 7

O nome seria sonhar alto, principalmente no valor. Campeão da Libertadores e consagrado nos oito anos que esteve no comando do River Plate, Gallardo voltou a estar disponível no mercado após a demissão do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, em maio.

A saída aconteceu após o argentino pedir a saída do atacante Karim Benzema da equipe, o que foi considerado inaceitável pelos saufitas.

Apesar de disponível no mercado, o Athletico teria que fazer um investimento histórico – o que não é o perfil do clube. Gallardo (com os demais membros da comissão) recebia na Arábia Saudita cerca de 18 milhões de euros, cerca de R$ 100 milhões por temporada, o que representa R$ 8,3 milhões por mês.

Para se ter noção, Abel Ferreira, do Palmeiras, e equipe recebem cerca de R$ 3 milhões por mês. Tite, e a comissão do Flamengo, ganham mais de R$ 2 milhões mensais. Ou seja, o Athletico teria que superar o investimento para trazer Gallardo ao futebol brasileiro.

7 – Gabriel Heinze

image 8

Heinze foi um dos nomes que já despertaram interesse do Furacão nos últimos anos.

Assim como ele, o Athletico monitorou Sebastián Beccacece, atualmente no Elche, da Espanha, Paulo Pezzolano, no Valladolid, também da Espanha, e Matias Almeyda, que está no AEK, da Grécia. No entanto, com esses três na Europa, Heinze é um nome disponível ao Athletico.

Aos 46 anos, ex-zagueiro está sem clube. Ele acumula passagens por Godoy Cruz, Argentinos Juniors e Vélez Sarsfield, da Argentina, e o Atlanta United, da MLS. O último trabalho foi no Newell’s Old Boys, que teve fim em dezembro de 2023.

8 – Fernando Diniz

image 9

Demitido do Fluminense no mesmo dia em que a saída de Cuca foi confirmada, o treinador é o atual campeão da Libertadores.

Diniz tem como trunfo a excelente relação com Petraglia. Em diversas entrevistas, ambos não perdem chance de trocar elogios. O treinador já chamou o cartola de “gênio”, enquanto o mandatário rubro-negro já comparou Diniz com Pep Guardiola, do Manchester City.

Não é à toa que Fernando Diniz é o principal cotado para assumir o comando do Athletico.

O que pode pesar contra, no entanto, é a vontade de descansar e aproveitar um tempo com a família após o período de mais de dois anos. A segunda passagem pelo Flu começou em abril de 2022, sendo que, em 2023, ele ainda atuou como técnico interino da seleção brasileira.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários