O que aconteceu? Goleiro do Marrocos entra em campo, canta o hino mas não joga; entenda o caso.

Um caso incomum aconteceu na partida que deu a vitória para Marrocos por 2 a 0 contra a Bélgica, neste domingo (27). O goleiro títular marroquino, Yassine Bounou chegou a cantar o hino no gramado do Estádio Al Thumama, mas precisou ser cortado. Quem assumiu o espaço entre as traves foi Munir Mohand Mohamedi.

De acordo com informações obtidas durante o confronto, Bounou sentiu um pequeno desconforto em uma das coxas e precisou ser substituído às pressas.

”Me lesionei contra a Croácia e fiz o máximo para poder jogar. Fiz de tudo para estar em campo (contra a equipe belga), mas fiquei tonto e me senti mal (minutos antes da partida)”.

detalhou, à rádio COPE.

O goleiro tem 31 anos e é uma das grandes estrelas da geração atual de Marrocos. O reserva, Munir Mohand Mohamedi, tem 33 e atualmente veste a camisa do Hatayspor, da Turquia.

“O árbitro me disse que não teria problema sair depois do hino e que não contaria como uma substituição”

finalizou o goleiro de Marrocos e do Sevilla.

O triunfo desta tarde leva o Marrocos ao topo do grupo F da Copa do Mundo, com quatro pontos em dois jogos.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x