Técnico da França esconde surto que pode comprometer escalação para a final

Os franceses compareceram à entrevista de imprensa na véspera da final da Copa do Mundo prontos para não darem detalhes sobre o surto de gripe que pode desfalcar a equipe no jogo de amanhã (18) contra a Argentina.

O goleiro Hugo Lloris e o técnico Didier Deschamps foram os entrevistados de hoje (17) e deram até mesmo uma resposta claramente ensaiada na primeira vez em que foram questionados sobre o estado dos jogadores um dia antes de a bola rolar no Estádio Lusail, a partir das 12h (de Brasília).

Ontem, Varane, Konaté e Coman não treinaram e são considerados dúvidas. Rabiot e Upamecano não enfrentaram Marrocos, mas já voltaram aos trabalhos e estarão à disposição.

“Não tenho notícias desde ontem à noite. Eu acordei cedo para tomar o café e não tive notícia de ninguém. Vamos ter notícias só no treino. Você nunca está preparado para isso de verdade, mas a gente está tentando ficar pronto da melhor forma possível. Vamos manter o foco e estamos animados para jogar a final”

afirmou o goleiro.

Mais de 15 minutos depois, foi a vez de Deschamps ir ao microfone e repetir quase a mesma resposta.

“Eu estou bem, obrigado por perguntar. A gente saiu cedo e não tive nenhuma atualização. Estamos tentando lidar com a situação da melhor forma possível. Vamos ter mais informações hoje e vamos ver até amanhã”

completou.

Hoje, a França abre o treino para a presença da imprensa por apenas 15 minutos. Normalmente, os jogadores que não têm condições nem aparecem no gramado. É assim que será divulgada a última atualização sobre como vai estar o elenco para a disputa da taça.

Vale lembrar que a Copa do Mundo não tem nenhum protocolo para a covid e nenhum atleta é testado, assim como jornalistas, funcionários da competição e torcedores. Também não houve nenhum tipo de testagem para a entrada no país.

A França recentemente exigiu máscara dos jornalistas na entrevista dos atletas após a vitória contra Marrocos, mas depois a obrigação não se repetiu em outras atividades.

“Eu não quero entrar em detalhes, sei que é um assunto que interessa a vocês e compreendo. Mas a gente está fazendo o nosso melhor para precauções, adaptar o que é necessário. Estamos lidando com isso. Vamos fazer o que é necessário. Claro que preferia não enfrentar, mas estamos prontos para isso”.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x