Athletico é punido com um total de R$ 42 mil de multa e perda de mando de campo

O TJD-PR (Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná) decidiu retirar seis mandos de campo do Athletico, além de aumentar as penas de jogadores e dirigentes de ambos os clubes, em decorrência dos conflitos no clássico contra o Coritiba. A decisão foi tomada devido à invasão de campo por torcedores e à agressão ao goleiro Marcão, do Coxa. O Athletico foi multado em R$ 50 mil e teve cinco mandos de campo retirados por esses motivos, além de mais um por desordem.

O julgamento ocorreu no Pleno do TJD-PR e a punição só valerá para o Campeonato Paranaense de 2024. No entanto, o advogado do Athletico, Paulo Golambiuk, solicitou que a pena fosse suspensa até o julgamento do recurso no caso entre Operário e Maringá, pedido este que foi aceito.

Entre os jogadores do Athletico, Pedrinho, Pedro Henrique e Christian foram punidos com oito partidas cada. Thiago Heleno teve sua pena aumentada para seis jogos e David Terans para três. No Coritiba, Alef Manga recebeu a mesma pena de oito jogos de suspensão, enquanto Fabrício Daniel permaneceu com seis jogos de punição.

Os dirigentes dos dois clubes, bem como Marcio Silva e Victor Luís, que inicialmente foram absolvidos, também foram punidos. O departamento jurídico do Athletico já anunciou que entrará com pedido de efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para que Thiago Heleno, Pedro Henrique, Pedrinho, Christian e David Terans possam jogar contra o Maringá.

As penas para os jogadores do Coritiba e o técnico António Oliveira só valerão para o Campeonato Paranaense de 2024. O Coxa foi eliminado nas quartas de final do estadual deste ano para o FC Cascavel. Tanto os clubes quanto a Procuradoria têm a opção de recorrer de todas as decisões no STJD.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x