Coritiba e Athletico empatam em clássico agitado no Couto Pereira

Athletico x Coritiba pelo paranaense 2024

Athletiba 393 terminou sem vencedor. Em um clássico cheio de provocações, Coritiba Athletico empataram em 1 a 1, na noite deste domingo (18), pela 10ª rodada do Campeonato Paranaense.

Os gols do clássico saíram ainda no primeiro tempo. Mastriani abriu o placar para o Furacão e Matheus Bianqui, no último minuto, deixou tudo igual. O Athletiba ainda ficou marcado pela troca de provocações entre os torcedores do Coxa e o técnico Juan Carlos Osório, além das reclamações de arbitragem dos dois lados.

TUDO DO ATHLETIBA

Antes da bola rolar no Couto Pereira, os dois times exibiram uma faixa em homenagem ao diretor de futebol do Coritiba, Junior Chávare, que faleceu na manhã deste domingo (18) aos 57 anos. A torcida aplaudiu o dirigente de pé.

O clássico teve a temperatura elevada dentro e fora das quatro linhas. O técnico Juan Carlos Osório, do Athletico, trocou provocações com a torcida do Coritiba durante todo o primeiro tempo e até foi punido pelo árbitro Lucas Paulo Torezin com cartão amarelo.

Com a bola rolando, o Rubro-Negro aproveitou a velocidade pelo lado direito e o faro de gol de Mastriani para sair na frente. Aos 22 minutos, Julimar cruzou rasteiro na área, Canobbio desviou e Pedro Morisco salvou. Na sobra, o centroavante uruguaio mandou para o fundo da rede.

O Coxa quase empatou logo depois, mas Matheus Bianqui parou em grande defesa de Bento. No entanto, no último lance, o meio-campista teve mais uma chance e empatou o Athletiba. Natanael apareceu na ponta direita e o camisa 18 completou para o gol.

Empolgado pelo gol, o Coritiba voltou para o segundo tempo no mesmo e ritmo e teve duas chances de virar. Aos cinco, Figueiredo levantou, Matheus Bianqui desviou de cabeça e Bento salvou com a ponta dos dedos. No minuto seguinte, Maurício Antônio chutou forte de fora da área e o goleiro rubro-negro defendeu sem dar rebote.

O Athletico respondeu aos 12 minutos, quando Felipinho exigiu uma boa defesa de Pedro Morisco. A última chance com perigo foi do Coxa. Aos 33, após cobrança de falta na área, Mateo Gamarra desviou contra e acertou a trave.

AGENDA

A semana será diferente para os dois rivais. O Furacão não tem compromisso e só volta a campo pela última rodada da primeira fase contra o São Joseense, no domingo (25), às 16h, na Ligga Arena.

Já o Coxa estreia na Copa do Brasil contra o Águia de Marabá, na quinta-feira (22), às 20h, no Pará. Na sequência, o time alviverde viaja até o oeste paranaense e enfrenta o FC Cascavel.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x