Cuca fala sobre desafio no Athletico e abre o jogo sobre polêmica: “Sou inocente”

Cuca em entrevista para o Athletico athletico.com .br

O técnico Alexi Stival, o Cuca, declarou que é inocente no caso que foi condenado por estupro, na Suíça, em 1989. A condenação foi anulada em 2024. Em entrevista para o site oficial do Athletico, nessa segunda-feira (dia 4), o treinador afirmou novamente que é inocente.

“Coloquei na cabeça que eu tinha que resolver essa situação. Na minha cabeça, tinha acabado. Como homem, deveria ter feito isso antes”, disse, contando que tomou essa decisão em 2023, após deixar o Corinthians. Ele afirmou que queria um novo julgamento para provar sua inocência. “Conversando com advogados, a chance de absolvição era de quase 100%. Só não era 100% porque não existe 100%”, comentou. “Sempre falei a verdade. Tem dizeres que a moça reconheceu. Por três vezes não reconheceu e está nos autos. DNA inconclusivo e não é meu. Eles mesmos entenderam que era inconclusivo”, completou. “Mas o caso já havia prescrito e não houve novo julgamento, infelizmente. Infelizmente pela prescrição não pôde e o que de melhor ocorreu foi a anulação. De uma forma, a gente fica muito aliviado”, destacou.

Sobre o Athletico, Cuca afirmou que vinha acompanhando os jogos e que já tem planos para o time para domingo, contra o Londrina, na Arena da Baixada. “A gente acompanha tudo que é campeonato. Vejo dois ou três jogos por dias. Minha equipe também. Já temos uma missão dura no domingo”, declarou.

Cuca também comentou sobre ser torcedor do Athletico. “Pra mim é uma honra e uma satisfação enorme. Fui muitas vezes ao estádio. Já vibrei e chorei pelo Athletico. Vou continuar assim, estar junto na boa e na ruim. Tô iniciando um trabalho e tomara que o fim demore bastante para acontecer”, declarou.

Em relação ao elenco, o treinador explicou. “Pouco a pouco, vai conhecer o estilo e a maneira. A gente tem uma coisa muita forte que é a Baixada, a torcida. Quando a gente vem jogar contra, é muito difícil e complicado. Agora a gente tem que tirar proveito. Temos uma torcida maravilhosa e é fazer ela estar com a gente sempre”, afirmou. “Conheço bem. O dia a dia vai dar uma condição melhor de entender melhor, até pela maneira da gente trabalhar e gostar de jogadores polivalentes. No dia a dia vai conhecer a polivalência de um ou outro jogador que podem ajudar muito durante os jogos, mudar o estilo do time sem fazer substituições”, completou.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x