Com Athletico, Cuca reencontra Corinthians após passagem turbulenta de dois jogos

Cuca como técnico do Athletico Paranaense

O jogo do próximo domingo entre Athletico e Corinthians, na Ligga Arena, em Curitiba, marca o reencontro do técnico Cuca com o Timão após rápida (e turbulenta) passagem do treinador pelo time paulista, em 2023.

Cuca foi anunciado como substituto de Fernando Lázaro no dia 20 de abril e estreou na derrota por 3 a 1 para o Goiás, fora de casa, pela 2ª rodada do Brasileirão.

A passagem, porém, durou apenas uma semana. À época, o treinador ainda lidava com a condenação por ato sexual com menor e coação. Diante dos protestos e pressão da torcida, ele pediu demissão após a classificação contra o Remo, na Copa do Brasil.

Antes de anunciar a saída, ainda no gramado, Cuca foi abraçado por todos os jogadores na comemoração. Após o anúncio, o presidente Duilio Monteiro Alves lamentou e disse que o treinador vinha sofrendo um “massacre”. Cuca comandou o time em apenas dois jogos: contra Remo (Copa do Brasil) e Goiás (Campeonato Brasileiro).

Desde então, o treinador ficou afastado do futebol e os advogados de defesa continuaram trabalhando no caso.

Deixe um comentário

No início deste ano, o Tribunal Regional de Berna-Mittelland, na Suíça, anulou a condenação. A decisão do Tribunal – que não entrou no mérito da questão, portanto não inocentou Cuca – concordou com o argumento apresentado pela defesa do ex-jogador. Ela defendia a anulação alegando que o julgamento de 1989 se deu à revelia, sem que o réu estivesse presente e sem que seus advogados pudessem defendê-lo.

Meses depois, o Athletico optou por demitir Juan Carlos Osorio e escolheu Cuca para o cargo. Na primeira entrevista coletiva, o treinador fez um pronunciamento sobre o caso.

– Confesso para vocês que estou nervoso. É um tema muito sério, muito importante. Escrevi para não correr o risco de errar, porque não sou bom com palavras, sou muito “boleirão”. Queria falar sobre os últimos meses que eu tenho vivido. Há quase um ano eu sai do Corinthians e vocês podem imaginar o que estou passando e o quanto estou refletindo. Antes de falar, precisei escutar minha esposa, minhas filhas. Escrevi esse texto com a ajuda delas. Porque ainda não me sinto com conhecimento suficiente para falar sobre algo tão forte. Por elas e por todas eu escrevi e não quero errar – disse em um trecho.

No pronunciamento, além de admitir erros na condução do caso, Cuca também se comprometeu a colaborar com ações de conscientização sobre violência contra mulher.

Há alguns meses, o Athletico promoveu uma palestra para jovens das categorias de base e o elenco feminino com a antropóloga Paola Lins de Oliveira — a conversa foi uma das ações sinalizadas pelo treinador.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários