Brasil favorito? Em mais de 1 milhão de simulações estatísticos definem o campeão da Copa do Mundo 2022

20221112061136 59cfced84c543125edd040f72500392a0a3b7fa2c0d93677977df8a071ff2086 1

Pesquisadores de diferentes universidades desenvolvem modelos estatísticos utilizando a ciência de dados para prever resultados de eventos esportivos. O projeto Previsão Esportiva simulou um milhão de possíveis resultados para a Copa do Mundo no Catar. Os cruzamentos de informações apontam boa notícia para os brasileiros: o Brasil é o favorito para conquistar o título este ano.

Os dados que alimentam a inteligência artificial para a projeção matemática são compostos de rankings da Fifa, valor de mercado de cada seleção, poder ofensivo e defensivo, histórico e peso da atuação recente. Há também a parte subjetiva, isto é, a análise de especialistas. O professor Francisco Louzada explica que  a projeção deste ano trouxe mais detalhes às simulações.

“Este ano trazemos mais detalhes às nossas simulações, como as probabilidades etapa a etapa, a quantidade de gols esperados dos possíveis artilheiros, além da entrega interativa dos resultados. O usuário pode trabalhar com os painéis de controle que preparamos e verificar as probabilidades e seleções favoritas em qualquer possível confronto entre as nações na Copa. Nesta edição, também ampliamos a equipe, em que temos profissionais de universidades de toda a América Latina e uma parceria inédita com a empresa de educação em dados FLAI. Essas ampliações permitiram uma maior pluralidade nas atividades desenvolvidas, implementação de novas funcionalidades e uma expansão em nossos canais de divulgação”.

pontua o coordenador do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CEPID-CeMEAI).

Do total de um milhão de simulações, o Brasil aparece como possível campeão em 153.178 vezes, totalizando a frequência de 15,31%. Em seguida, aparece a Argentina (12%), Bélgica (9%) e França (8%). No entanto, os pesquisadores destacam que, apesar do favoritismo nos números, o cenário não é absoluto, pois quando as porcentagens das outras seleções são somadas, chegam a 84, 7%.

“A contextualização com base nos resultados que já ocorreram altera significativamente os resultados esperados em cada rodada. As partidas das primeiras rodadas já estão definindo a cara das oitavas de final da Copa. Algumas das variáveis utilizadas também podem mudar durante a competição, o que também significa ajustes nas previsões. Este ano atualizaremos os números ao final de cada rodada da primeira fase e de cada rodada da segunda fase”

explica Paulo Henrique Ferreira, pesquisador do CEPID-CeMEAI.

Grupo do Brasil

As projeções matemáticas apontam que a Seleção Brasileira tem 63% de chance de chegar às oitavas em primeiro lugar no grupo G. A Suíça aparece em segunda posição, com 37% de chance. Com a vitória do Brasil sobre a Suíça na segunda-feira (28/11), a equipe comandada por Tite já garantiu vaga antecipada para as oitavas. Na sexta-feira (02/12), o confronto será contra Camarões.

Brasil só perde a liderança do grupo se perder para a seleção africana e Suíça derrotar a Sérvia e se igualar no saldo de gols com a seleção canarinho, que está em em vantagem por 3 x0. O projeto Previsão Esportiva é realizado em conjunto com a Universidade Federal de São Carlos, Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP, Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal do Paraná, Universidad de Atacama, Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas a Industria, CER e Flai.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x