Com grande histórico de invencibilidade, Athletico se torna o “Rei dos Pênaltis” da Séria A

Por
27 de abril de 2023

<? the_post_thumbnail_caption(); ?>

Athletico tem a maior série ativa de vitórias em decisões por pênaltis entre os 20 times da Série A. Na última terça-feira (25), quando bateu o CRB na Arena da Baixada, pela terceira fase da Copa do Brasil, o Furacão completou nove triunfos seguidos em disputas desse tipo.

Já são 1874 dias de invencibilidade, ou seja, cinco anos como o “rei” das decisões por penalidade máxima do Brasil.

- Siga o Apito Final no Twitter, no Instagram, e no Google Notícias

O feito do Furacão é tão impressionante que, somando os resultados das outras 19 equipes da elite do futebol brasileiro, são apenas 12 decisões bem-sucedidas em sequência, de acordo com levantamento feito pelo UmDois Esportes.

Com quatro vitórias seguidas em cobranças de pênalti, o Bahia é o segundo da lista. Depois, aparecem América-MG Coritiba, com dois confrontos vencidos desta forma, seguidos de CorinthiansCruzeiroGrêmio e Palmeiras, com um triunfo cada.

Os outros 12 times da Série A perderam suas últimas disputas na marca da cal.

Loteria? Não é bem assim

Se pênalti for loteria, podemos chamar o Athletico de milionário. A sequência do clube começou em 2018, contra o Ceará, pela Copa do Brasil, ainda sob o comando do técnico Fernando Diniz.

Depois, já com Tiago Nunes no comando, utilizou do artifício pra superar o Bahia pelas quartas de final da Sul-Americana do mesmo ano. O título inédito também veio desta forma, diante do Junior Barranquilla, na Arena da Baixada.

Em 2019, o Furacão testou o coração de seus torcedores em quatro oportunidades. Pelo Paranaense, contra Coritiba e Toledo, nas decisões do segundo turno e do campeonato. Pela Copa do Brasil, diante de Flamengo e Grêmio, nas quartas e semifinais do torneio.

As últimas duas decisões foram mais recentes. Em 2022, o clube superou o Londrina nas quartas de final do Estadual. E neste ano, em 2023, passou pelo CRB na terceira fase da Copa do Brasil.

Poucos erros

A série vitoriosa pode ser explicada pelo alto índice de assertividade do Athletico nas batidas. Em cinco dos nove confrontos, por exemplo, a equipe não perdeu nenhuma cobrança.

Ao todo, foram somente quatro pênaltis errados em 47 tentados – aproveitamento de 91,4%. O argentino Lucho González foi quem mais converteu (4), seguido por Jonathan e Pablo (3).

Os goleiros atleticanos também contribuíram bastante, com nove defesas. Santos teve seis ações decisivas e Léo duas. O atual titular, Bentoque debutou em decisões de pênaltis como profissional contra o CRB, pegou uma batida.

A sorte, claro, também ajudou. Os adversários perderam outras sete cobranças ao todo, com bolas mandadas para fora ou que pararam na trave.

Quando foi a última derrota?

A última derrota do Furacão em penalidades máximas aconteceu na semifinal do primeiro turno do Paranaense de 2018, diante do Rio Branco, por 6 a 5, no Joaquim Américo.

Em disputas nacionais, o clube foi superado pelo Grêmio dois anos antes, em 2016, pela Copa do Brasil, fora de casa. Na ocasião, o goleiro Weverton pegou três cobranças, mas erro sua batida e viu o Rubro-Negro ser eliminado do torneio.

Confira a série do Athletico nos pênaltis:

Ceará (5) 1 x 1 (6) Athletico – 15/3/2018 – Copa do Brasil (3ª rodada)
Pênaltis convertidos: Guilherme, Lucho González, Paulo André, Zé Ivaldo, Ribamar e Pavez.
Pênaltis desperdiçados: Thiago Carletto (Everson defendeu).
Pênaltis desperdiçados pelo adversário: Felipe Azevedo (por cima) e Wescley (Santos defendeu).
Total: 6 convertidos e 1 desperdiçado.

Athletico (4) 0 x 1 (1) Bahia – 31/10/2018 – Sul-Americana (quartas de final)
Pênaltis convertidos: Jonathan, Raphael Veiga, Lucho González e Pablo
Pênaltis desperdiçados pelo adversário: Vina (Santos defendeu) e Zé Rafael (por cima).
Total: 4 convertidos.

Athletico (4) 1 x 1 (3) Junior Barranquilla – 12/12/2018 – Sul-Americana (final)
Pênaltis convertidos: Jonathan, Raphael Veiga, Bergson e Thiago Heleno.
Pênaltis desperdiçados: Renan Lodi (para fora).
Pênaltis desperdiçados pelo adversário: Fuentes (na trave), Teo Gutiérrez (por cima).
Total: 4 convertidos e 1 desperdiçado.

Athletico (7) 1 x 1 (6) Coritiba – 10/4/2019 – Paranaense (final do 2º turno)
Pênaltis convertidos: João Pedro, Bergson, Poveda, Marquinho, Paulo André, Lucas Halter e Khellven.
Pênaltis desperdiçados: Léo Cittadini (Muralha defendeu).
Pênaltis desperdiçados pelo adversário: Elyeser (por cima) e Romércio (Léo defendeu).
Total: 7 convertidos e 1 desperdiçado.

Athletico (6) 1 x 1 (5) Toledo – 21/4/2019 – Paranaense (final)
Pênaltis convertidos: Bergson, Poveda, Lucas Halter, Matheus Anjos, Marquinho e Khellven.
Pênaltis desperdiçados pelo adversário: Adriano (Léo defendeu).
Total: 6 convertidos.

Inscrever-se
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

Mais Lidas

0
Comente o que achou da notícia!x

Receba essa e outras notícias direto no seu Telegram

Você ainda pode ver o que outros torcedores estão falando sobre os assuntos