Cuca abre o jogo sobre escolha de estrangeiros no Athletico

Cuca em primeira coletiva de imprensa após assumir cargo de técnico no Athletico

O técnico Cuca vem tentando lidar no Athletico com o limite do uso de estrangeiros nos jogos do Campeonato Paranaense. No estadual, o regulamento permite até cinco jogadores de fora do Brasil para ficar entre os relacionados, e o Furacão tem atualmente nove nomes nesta situação. Com isso, nomes vão ficando de fora desde o começo da competição, com o treinador encarando essa missão agora.

Na vitória sobre o Operário-PR, no sábado, Cuca optou Canobbio, Zapelli, Mastriani, Leo Godoy e Esquivel entre os estrangeiros, com os três primeiros como titulares. Com isso, Gamarra, Cuello, Lucas Di Yorio e Benítez ficaram fora.

Cuca foi questionado principalmente sobre a situação do zagueiro Gamarra, que ficou fora nos dois jogos do Athletico com o treinador, mas vinha sendo utilizado por Juan Carlos Osorio – ele soma nove jogos no ano, sete como titular.

O treinador pontuou ainda que vai precisar contornar qualquer insatisfação neste primeiro momento, mas lembrou que o limite no Campeonato Brasileiro é maior, podendo agora usar até nove estrangeiros por jogo, além de o uso ser livre na Copa Sul-Americana.

– Existe possibilidade [de criar insatisfação], claro. O cara é titular da seleção paraguaia e não fica no banco. Mas ele sabe que não fica no banco e não joga por uma questão de que só podem cinco estrangeiros. Os outros são posições mais carentes que a gente tem. Na zaga eu tenho o Pedro Henrique, a dupla que jogou [Kaíque Rocha e Thiago Heleno], e o Gamarra. Então eu não preciso trazer o Gamarra para isso – explicou Cuca.

– Eu tenho a ideia de trabalhar com um terceiro zagueiro, que o Gamarra faz isso muito bem, o Pedro [Henrique] também faz com saída. Mas o tempo vai encaixar as coisas. No Brasileiro e nas Copas eu vou poder usá-los mais. Tenho sempre conversado com eles, a importância que eles têm. E os caras têm sido altamente profissionais, entendido que não é uma questão técnica e sim uma questão de regulamento – completou.

No jogo de volta das semifinais, contra o Operário-PR, Cuca não deve contar com Canobbio, que está com a seleção do Uruguai em amistosos na Data Fifa. Com isso, uma vaga de estrangeiro será aberta, possivelmente preenchida por Cuello ou Di Yorio. O elenco do Athletico volta aos treinos nesta terça-feira, após ganhar dois dias de folga.

O jogo de volta com o Operário-PR, pelas semifinais do Paranaense, será no dia 27 de março, quarta-feira, às 20h, na Ligga Arena. O Athletico tem a vantagem do empate para avançar à final. O Operário-PR vai precisar ganhar por dois gols ou mais de diferença para se classificar. Se o Fantasma vencer por um gol, a decisão vai para os pênaltis. Quem passar pega Maringá ou Coritiba na final.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x