Mazzuco abre o jogo sobre o Athletico não brigar por nomes como Gabigol, Dudu e Keno

Montagens GERAIS 7 1200x675 1

O diretor de futebol do AthleticoAndré Mazzuco, explicou em uma entrevista sobre a cautela do clube em investir alto em um único jogador. A fala do dirigente coincide justamente na semana em que o técnico Cuca colocou em evidência a falta de investimento do Furacão em grandes estrelas do futebol brasileiro.

“Claro que é sempre o desejo do torcedor, mas, a realidade do Athletico, é muito pé no chão. Mas não de maneira como ‘temos que economizar em tudo’, mas para fomentar o crescimento do clube como um todo”, declarou em entrevista à Rede Furacão.

“Hoje o Athletico é um time coletivo. Mas ainda temos Canobbio, Esquivel, quantos anos o Thiago Heleno na liderança, Bento, Mastriani. Você trazer um cara que foge dos padrões financeiros do clube tem que ser muito bem pensado, talvez não seja necessário, por mais que se tenha esse desejo. Queremos ter uma constelação aqui”, acrescentou.

Nesta semana, a notícia de que Cuca tentou Gabigol movimentou os bastidores. O treinador também já havia sondado Dudu, Rony e Keno, por exemplo. Todos atletas com alto valor de mercado. Mazzuco lembrou sobre a política do Athletico de ter um “teto financeiro”.

“O imediatismo é importante, é um ano importante, mas precisamos respeitar o caminho do clube. O clube não pode ser feito para uma temporada. Se nós conseguirmos qualificar de uma maneira ótima, é o que a gente busca”, completou.

“E o Athletico tem adotado esse caminho, não é de agora. Mas a gente tem rompido algumas barreiras, fizemos alguns investimentos. Trouxemos até para as categorias de base. Foram dois atletas que nós vencemos um concorrência pesadíssima”, explicou.

Mazzuco cita Nikão e Cuca para exemplificar aumento nos investimentos em 2024

Apesar de defender a política financeira do clube, André Mazzuco cita que em 2024 o clube aumentou os investimentos. O diretor citou o retorno de Nikão, dizendo que para o Athletico ele é uma estrela, e a vinda de Cuca, um técnico vencedor.

“A volta do Nikão é significativa, porque ele é um cara que se encaixou no Athletico. No futebol nacional ele é um superstar? Para nós ele é. É um jogador de muita qualidade que voltou. Lógico que descer um cara de helicóptero é sempre legal, mas já é um processo que o clube vem obedecendo há muito tempo e que dá certo também. E isso que permite a gente sonhar mais alto”, comentou.

“E isso não significa ter menos ou mais ambição. Nossa ambição é grande, porque queremos coisas grandes. O Athletico só é Athletico porque pôde fazer isso de maneira importante ao longo dos anos, e isso é uma ambição. Nós temos hoje o Cuca, que é um treinador vencedor. Nós temos que cuidar do clube. O clube não pode ser feito para uma temporada. Queremos ter temporadas vencedoras. E esse é caminho que nos trouxe até aqui”, finalizou Mazzuco.

Inscrever-se
Notify of
guest

0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

0
Comente o que achou da notícia!x